Resenha: Confissões do Crematório - Caitlin Doughty - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Confissões do Crematório - Caitlin Doughty

Resenha: Confissões do Crematório - Caitlin Doughty

20/11/2017


Título: Confissões do Crematório | Autor (a): Caitlin Doughty | Editora: DarkSide Books | Páginas: 260 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Americanas.

Sinopse: Ainda jovem, Caitlin conseguiu emprego em um crematório na Califórnia e aprendeu muito mais do que imaginava barbeando cadáveres e preparando corpos para a incineração. A exposição constante à morte mudou completamente sua forma de encarar a vida e a levou a escrever um livro diferente de tudo o que você já leu sobre o assunto.
Confissões do Crematório reúne histórias reais do dia-a-dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos filosóficos, históricos e mitológicos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, ela desmistifica a morte para si e para seus leitores.
O livro de Caitlin – criadora da websérie Ask a Mortician – levanta a cortina preta que nos separa dos bastidores dos funerais e nos faz refletir sobre a vida e a morte de maneira inteligente, honesta e despretensiosa – exatamente como deve ser. Como a autora ressalta na nota que abre o livro, “a ignorância não é uma bênção, é apenas uma forma profunda de terror”.

Fazia muito tempo que eu queria ler esse livro, desde que vi uma blogueira falar muito bem e dizer que em 2016 a editora DarkSide iria trazer como um de seus lançamentos, então vibrei com a notícia e esperei, até que então ele foi publicado, comprado e lido por mim, para minha alegria gostei muito do que li.

Esse livro é um não ficção, onde vamos conhecer a história de Caitlin Doughty, uma mulher de seus vinte e poucos anos que estava entediada com a vida que levava, e que tinha muita curiosidade sobre a morte, quando ela começou a pesquisar um emprego, ela mandava seus currículos para casas funerárias, onde ela gostaria de aprender o oficio e claro saber mais do que acontece depois que nós morremos.
Claro que ela não conseguiu o emprego logo de cara, mas finalmente conseguiu, então ela foi trabalhar para uma casa funerária onde deveria arrumar os mortos e cremá-los posteriormente, ela queria saber tudo o que acontecia, como somos tratados pelas funerárias, o que acontece com o corpo, como é cremado, como é embalsamado, essas duas práticas são muito comuns nos EUA, aqui no Brasil nem tanto, o que temos muitas das vezes é enterrar o corpo sem nenhuma preparação para o velório ou a cremação.

Para você que ficou curioso, e um bom livro, desde que tenha um estomago forte para certas cenas contadas pela autora, o que acontecia, como muitos corpos chegavam a casa funerária, tem que ser bem mórbido para essa leitura e confesso que ela conseguiu matar algumas de minhas próprias curiosidades sobre o assunto.
É claro que quando falamos em morte, nunca queremos presenciar a morte de um ente querido ou de um amigo, mas a única certeza que temos é que vamos todos virar carne para apodrecer ou virar cinzas, que não passamos disso, como a própria autora cita.
Para um livro de não ficção ele me surpreendeu bastante, pensei que com a leitura ele iria acabar se tornando chato e sem graça, mas não, Caitlin tem um jeito bom de convencer você a terminar de ler o livro, a chegar até o final com sua narração de ótima qualidade e claro, aguçando sua curiosidade para saber se ela gostava ou não da profissão que escolheu e se iria continuar com ela.

A diagramação está ótima, encontrei alguns errinhos de ortografia, mas nada que atrapalhe a leitura, como sempre a Dark Side caprichou na edição onde temos capa dura com altos e baixos relevos, folha de guarda linda e a fitinha de cetim como marcador.
Para essa leitura atribui 4 estrelas, apenas por considerar que  assunto é um pouco diferente e estranho para o nosso entendimento e lembre-se, você tem que ser um pouquinho mórbido e com estomago forte para as cenas descritas nesse livro, caso contrário, não aconselho a leitura.

Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!