Resenha: Meio Rei - Joe Abercrombie - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Meio Rei - Joe Abercrombie

Resenha: Meio Rei - Joe Abercrombie

21/12/2017


Título: Meio Rei | Autor (a): Joe Abercrombie | Editora: Arqueiro | Páginas: 288 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Livraria da Folha.

Sinopse: Ganhador do prêmio Locus, Meio rei foi considerado, em 2014, uma das 5 melhores obras de fantasia pelo The Washington Post e um dos 10 melhores livros para jovens pela Time.
Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro.
Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem.
Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava.
Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.
Joe Abercrombie nos apresenta um protagonista surpreendente, numa história de percalços e amadurecimento que abre a trilogia Mar Despedaçado. 

Fazia muito tempo que eu não lia livro de história medieval, com castelos, guerras, vinganças, e essa leitura foi muito boa, e me surpreendeu positivamente.

Yarvi é o filho caçula do rei Uthrik, que nasceu com uma das mãos deformadas, ele é claro não tinha nenhuma vontade ou perspectiva de ter o trono para si, já que seu irmão mais velho era muito melhor para batalhar do que ele e claro o rei que todos esperariam para a sucessão.

Mas o destino quis que Yarvi se tornasse rei, já que seu pai e seu irmão foram assassinados em batalha, então não tinha outra opção para ele se não ser o novo rei, mas é claro que isso não será fácil, já que ele é considerado um homem fraco, sem ambição e sem nenhum preparo ou vocação para ser o novo rei.

É assim que começa a história de Yarvi, onde teremos muita injustiça, ele quer vingar a morte de seu pai e seu irmão, mas ele nunca pensou como isso seria difícil de conseguir, a vingança pode se tornar uma coisa em segundo plano, quando o que realmente importa é se manter vivo para tentar um dia se vingar.

Gostei demais dessa história, ainda não tinha lido nada desse autor e gostei muito de sua escrita, detalhando coisas, momentos e fazendo com que pensássemos como Yarvi e sentíssemos tudo o que ele sentia, sua jornada é longa até saber quem realmente matou seu pai e seu irmão, muitas surpresas virão, muitas coisas reveladas que ele não imagina que fosse realmente verdade e também vai encontrar amigos onde nunca imaginou que poderia contar com alguém além dele mesmo.

A leitura é super rápida e já estou ansiosa para ler o segundo livro da série, que vai ser lançado em outubro, sei que é uma trilogia e que vamos ter todos os livros, acredito que até o começo do ano que vem, então para quem gosta desse tipo de leitura, pode se jogar de cabeça sem medo de gostar e não ter o próximo livro ou saber que vai demorar horrores para ser lançado.

Quero muito saber como vai terminar a aventura de Yarvi, se ele vai conseguir se casar como pensa, se vingar como quer e governar como é de direito, para isso vou ter que esperar um pouquinho, mas garanto que vou ler e trazer mais resenhas dessa série que já me conquistou.

Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!