Resenha: Orgulho e Paixão - Nora Roberts - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Orgulho e Paixão - Nora Roberts

Resenha: Orgulho e Paixão - Nora Roberts

14/12/2017


Título: Orgulho e Paixão | Autor (a): Nora Roberts | Editora: Harlequin Books | Páginas: 192 | Skoob

Onde comprar: Amazon, Livraria da Folha.

Sinopse: Uma mulher vibrante e criativa que não quer um envolvimento amoroso. Um homem paciente, determinado e que tem todos os passos de seu futuro traçados. Um amor que nasce de uma atração improvável, mas inegável. Shelby Campbell é uma mulher única que sempre fugiu dos padrões estabelecidos para as mulheres que fazem parte do cenário político de Washington. E ela tem uma regra clara: nunca se envolver com políticos. Até conhecer Alan MacGregor, e entender que regras servem para ser quebradas. Alan está determinado a conseguir o que quer, e não vai deixar uma disputa de séculos entre os MacGregor e os Campbell ficar entre ele e o grande prêmio: o coração de Shelby. Sequência da série MacGregor, Orgulho e paixão narra uma nova história da família que acha que está no topo do mundo, que vivem entre o poder e a glória. Até que os seus corações sejam roubados.

Cortesia em parceria com a editora.

Este é o terceiro voluma da Coleção MacGregor, e já resenhei os dois primeiros por aqui. Quem viu as minhas resenhas, sabe que eu adorei as histórias, sendo a primeira a que mais me conquistou. Orgulho e Paixão segue o mesmo estilo de seus antecessores, porém, entre os três lançados até agora, esse foi o mais fraco em minha opinião.

Agora é a vez de Alan MacGregor, o primogênito da família, encontrar o seu par. Ele é um cara muito ocupado com a política, já que ocupa o cargo de Senador, e futuramente quem sabe, o de Presidente! Com isso, sua vida é cercada por festas de pessoas importantes, reuniões, planejamentos... Não sobra tempo e disposição para encontrar a mulher que será sua companheira. Mas isso muda quando em uma dessas festividades, Alan encontra Shelby Campbell, uma mulher totalmente diferente de todas com que ele já ficou ou imagina ficar!

A atração entre os dois é instantânea e muito mais forte da parte dele. Shelby, apesar de sentir as famosas faíscas, é totalmente contra a ideia de se envolver com algum político e entrar novamente no meio desse mundo. E aí está a única problemática do livro e o que me desanimou um pouco. Shelby tem um trauma em sua vida que a faz ter medo de se envolver com homens que ocupem qualquer cargo politico, e esse medo se estende a tudo. Apesar de vir de uma família e ter crescido nesse meio, e até de levar jeito pra coisa, Shelby se recusa a se envolver e com isso, como amar e ficar junto justo de um senador? 

Os dois formam um casal bonito e interessante, principalmente por ele ser cara de um homem de negócios e ela faze mais o estilo hippie, mas o grande problema que mantem os dois afastados e numa constante luta por amor e poder não me foi o suficiente. Não que nas outras histórias também houvesse um motivo muito sério hahaha, mas sempre pareceu uma coisa mais profunda. Um trauma é uma coisa grave, que afeta a vida da pessoa de maneiras inimagináveis, mas no caso de Shelby, não me foi convincente. Logo, com isso, o romance perdeu um pouco a graça. 

De todos até agora acho que esse foi o mais água com açúcar e o mais sem "ação", ainda é uma leitura prazerosa, mas deixa bastante a desejar.  

Nathalia Simião

Escrito por:

Nath. Amante de livros, obviamente. Seu maior sonho é conhecer a banda Linkin Park e descobrir uma coisa interessante pra escrever aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!