Resenha: Anne de Green Gables - Lucy Maud Montgomery - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Anne de Green Gables - Lucy Maud Montgomery

Resenha: Anne de Green Gables - Lucy Maud Montgomery

31/01/2018


Título: Anne de Green Gables | Autor (a): Lucy Maud Montgomery | Editora: Pedrazul | Páginas: 236 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Loja Editora Pedrazul

Sinopse: Tudo parecia confortável demais na vida dos irmãos Matthew e Marilla Cuthbert, mas o coração de Matthew começou a dar sinais de que a idade lhe havia chegado. Decidiram, não antes sem muita ponderação, adotar um menino, de uns onze anos, para que pudesse receber educação apropriada e ser o ajudante de Matthew. Mas, a mão da Providência já havia agido na vida deles, e através de um erro de comunicação, uma menina ruiva, tagarela e sardenta ocupou o lugar do menino. Anne, assim que chegou a Green Gables, fica sabendo do engano, mas com sua imaginação fértil e conversa afiada, já havia conquistado o coração de Matthew. E assim começa a história de suas aventuras fascinantes, com sua “amiga do peito” Diana, e sua competição com o inteligente e perspicaz Gilbert Blyhte. À medida que Anne foi aceita em Green Gables, ela conquista também a admiração de toda a cidade de Avonlea e o encanto do seu mundo de sonho e imaginação se espalha e vai contagiar você também.

Cortesia em parceria com a editora.

Com uma narrativa fascinante, Anne de Green Gables cativa o seu leitor desde o primeiro instante, assim como sua protagonista este livro é um doce, cheio de sentimentos e delicadeza. Anne é uma jovem simpática, cheia de imaginação e bastante entusiasmada, seu jeito meigo conquista todos de Avonlea, uma história divertida, encantadora, difícil não falar de Anne de Green Gables e não encher esse livro de elogios pois a obra é uma gostosura de ler, aquele típico livro que te deixa com um sorriso bobo no rosto! 

Anne despertou minha curiosidade principalmente por conta não apenas da série inspirada no próprio livro, como também ao ser indicada em uma das séries de maiores sucessos da Netflix, mas depois de ficar encantada com Anne na literatura estou doida para ver a série e torço para que tenham deixado a personalidade da menina como que é descrita por Lucy Maud Montgomery pois é exatamente esse temperamento alegre e contagiante de Anne, além de seu dom em se meter em altas confusões que a torna tão especial! 

Anne de Green Gables é um clássico canadense que tem todas as características que um leitor procura em uma boa história, fica impossível pensar nesse livro e não lembrar da espirituosa heroína, com língua afiada e imaginação a flor da pele, Anne me fez rir em diversos momentos, uma personagem forte e mesmo que ela se sobressaia na narrativa ainda tem a espaço para os personagens secundários, Diana a amiga fiel, Marilla e Matthew os irmãos que adotaram Anne e tantos outros personagens possuem papel fundamental na vida da jovem ruiva. 

A narrativa em terceira pessoa nos dá uma boa perspectiva de toda Avonlea, como não querer viver em um lugar tão mágico, cheio de flores, riachos e florestas? Sem dúvidas entendo o motivo de Anne ficar tão inspirada para imaginar tanto! Claro que Avonlea jamais seria a mesma sem essas adorável figura! É difícil o personagem principal me conquistar tanto e não é apenas por Anne ser uma criança tão doce, há algo de especial nela que nos faz ama-la tanto! Estou contente de ter lido este livro, um clássico maravilhoso, uma leitura linda, envolvente na medida certa e cativante que fica difícil largar antes do final!  

Sammysam Rosa

Escrito por:

Sammy. Casada e apaixonada por livros. Gosto de literatura policial, suspense e terror. Típica pisciana, sonhadora e curiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!