Resenha: A Escola do Bem e do Mal (Volume 1) - Soman Chainani - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Escola do Bem e do Mal (Volume 1) - Soman Chainani

Resenha: A Escola do Bem e do Mal (Volume 1) - Soman Chainani

18/04/2018

Escola do Bem e do Mal

Título: A Escola do Bem e do Mal | Autor (a): Soman Chainani | Editora: Gutenberg | Páginas: 352 | Skoob.


Onde Comprar: Amazon.

Sinopse: No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias.
Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira. Ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são.
Este best-seller é o primeiro livro de uma trilogia que mostra uma jornada épica em um mundo novo e deslumbrante, no qual a única saída para fugir das lendas sobre contos de fadas e histórias encantadas é viver intensamente uma delas.

Você gosta de releitura de conto de fadas? Se sim, bora conferir a resenha, se não, confere também, quem sabe te convenço a gostar!

Sophie é uma garota que vive em Gavaldon e acha que o diretor da escola do Bem e do Mal virá buscá-la nesse ano e que, para garantir sua vaga na escola do Bem, "pratica" o bem para quem ela acha que merece. Sophie acaba conhecendo Agatha, uma menina esquisita com jeito de bruxa que mora com a mãe dentro do cemitério, ela sempre vai lá conversar com Agatha e levar biscoitos e, assim, as duas ficam cada vez mais próximas. Entretanto, para que não seja buscada por um fantasma, seu pai toma providências, mas ele acaba destrancando uma janela que possibilita que o diretor da escola venha a seu encontro, Agatha se preocupa com a amiga e quer de todo jeito tentar proteger Sophie para evitar que ela seja sequestrada e, por isso, as duas acabam indo juntas para a escola do Bem e do Mal, mas é obvio que cada uma em uma escola diferente.

Sophie está inconformada de estar na escola do Mal e pensa que o diretor da escola cometeu um erro muito grave. Os alunos que estudam nessa escola são chamados de NUNCA e usam roupas pretas e horríveis, apenas Sophie é bonita, por isso todos acham que ela está no lugar errado. Agatha, que está na Escola do Bem, também acredita que está do lado errado da escola, já que detesta rosa, meninos e perfumes, não gosta das meninas e dos meninos lindos que estão ao seu redor e tampouco quer ter seu príncipe. Quem estuda nessa escola é chamado de SEMPRE e , assim como acontece na escola do Mal, todos acham que Agatha está no lugar errado.

Sophie tem aulas de enfeiamento, treinamento para corcunda, maldições e armadilhas mortais, entre outras coisas. Agatha tem aulas de embelezamento, etiqueta para princesas, comunicação com animais e de outras coisas também. Uma delas acaba se mostrando uma excelente aluna que acabará ajudando a outra com seus deveres, apesar de isso ser proibido: um lado não pode passar para o outro, quem está na escola do Bem não passa para a do Mal e vice-versa, uma ponte com uma barreira invisível não deixa ninguém ultrapassar, a não ser que seja esperto o bastante para conseguir isso.

Comecei lendo esse livro com grande expectativa, pois fazia muito tempo que eu queria lê-lo. Sim, eu amo histórias de contos de fadas, sei que releituras estão ficando cada vez mais comuns e cansativas, mas essa vale a pena ser lida, pois ao contrário das outras, não traz um conto já existente e sim monta o seu próprio, mas vários contos, como Cinderela e Branca de Neve, são citados de alguma forma. A leitura é rápida e muito gostosa, em várias partes me peguei dando risada das atrapalhadas que as duas cometem nas escolas e também algumas vezes me peguei com raiva de uma delas, pois ela é muito dissimulada e sua amiga queria apenas sua amizade e ela não entende isso, acredita que é o seu contos de fadas que vai acontecer e que uma está atrapalhando a outra.

Esse livro é super recomendado para quem gosta de um bom livro de fantasia, se você não gosta, mesmo assim, vale a pena dar uma chance para ele, pois é diferente dos outros e com um contexto lindo, faz você viajar para dele e imaginar como seria ter seu conto de fadas. Em que escola você gostaria de estudar? Apesar de ter aulas de enfeiamento (não quero ficar feia) adoraria estar do lado do Mal, ser uma Bruxa, mas com a aparência de uma Princesa.

Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir