Resenha: Bom Dia, Verônica - Andrea Killmore - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Bom Dia, Verônica - Andrea Killmore

Resenha: Bom Dia, Verônica - Andrea Killmore

22/08/2018

Bom Dia, Verônica

Título: Bom Dia, Verônica | Autor(a): Andrea Killmore | Editora: DarkSide | Páginas: 256 | Skoob.


Onde Comprar: Amazon.

Sinopse: Em "Bom dia, Verônica", acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado. Andrea Killmore compõe thrillers como os grandes mestres, e sua experiência de vida confere uma autenticidade que poucas vezes encontramos em suspenses policiais, vibrante e cruel — como a realidade.

Há muito tempo tenho vontade de ler esse livro, e dessa vez resolvi pegar ele e ver no que ia dar essa leitura, que promete ser uma leitura policial de tirar o fôlego.

Aqui vamos conhecer Veronica, que trabalha como secretária do Delegado do Departamento de Homicídios de São Paulo, ela está cansada da sua vida sem graça, principalmente dentro do trabalho, onde só tem que fazer coisas burocráticas que o próprio delegado teria que fazer.

Mas sua vida muda do dia para noite, quando por conta própria decide investigar dois casos, o primeiro é o de uma mulher que se suicidou na sua frente dentro da própria delegacia, e como sua última frase foi, ¨agora acho que ele vai me amar¨, é claro que Veronica ficou curiosa e sabia que o delegado não iria sair para investigar mais afundo o que acontecia na vida dessa mulher, e o outro caso é de uma mulher em que faz uma ligação para Veronica na delegacia, e que diz que seu marido é um provável serial killer de mulheres, e que tem medo dele.

A história toda se passa com Veronica investigando esses dois casos, claro que ela pede ajuda de um amigo do trabalho, que ele consegue hackear tudo para a polícia, mas de resto ela vai sozinha mesmo.

Achei um pouco demais para essa mulher onde nunca fez uma coisa dessas, e acaba fazendo e digamos que sem ser descoberta ou algo do tipo, acredito que para quem nunca investigou algo, mesmo que trabalhe na polícia, não vai conseguir fazer as coisas muito bem, e Veronica, é claro fez a maior parte tudo direitinho.

Ela também é casada, e sua vida dentro de casa com o marido e os filhos não era muito boa, agora que começa a investigar por conta própria, tudo piora, pois ela vive dando desculpas dentro de casa.

O que mais gostei no livro e que me fez dar até uma nota alta para ele, foi justamente o tal do serial killer, o jeito como ele foi descrito, o que fazia da vida, e como e quando ele pegava essas mulheres para fazer algo indescritível com elas, foi surreal, e particularmente, foi o que mais me chamou a atenção no livro.

Não imaginava que ele era bom, até terminar, mas não gostei tanto assim do final que foi escrito, poderia ter sido mais elaborado, mas mesmo assim, vale a pena ler o livro, que é de autor nacional, e que foi escrito de uma maneira em geral bem, como falei, claro que algumas coisas é difícil a gente engolir e falar, nossa como a Veronica é uma boa policial, sendo que nem isso ela era, mas enfim, leia o livro e venha me dizer o que achou dele.

Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir