Resenha: Garotas de Neve e Vidro - Melissa Bashardoust - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Garotas de Neve e Vidro - Melissa Bashardoust

Resenha: Garotas de Neve e Vidro - Melissa Bashardoust

17/08/2018

Garotas de Neve e Vidro

Título: Garotas de Neve e Vidro | Autor (a): Melissa Bashardoust | Editora: Plataforma21 | Páginas: 424 | Skoob


Onde Comprar: Amazon.

Sinopse: Mina é filha de um mago cruel e sua mãe está morta. Aos dezesseis anos, seu coração nunca bateu apaixonado por ninguém – na verdade, ele jamais bateu de forma alguma, e Mina sempre achou esse silêncio normal. Ela nunca suspeitou que o pai arrancara seu coração e, no lugar, colocara um coração de vidro. Então, quando Mina chega ao castelo de Primavera Branca e vê o rei pela primeira vez, ela cria um plano: ganhar o coração dele, tornar-se rainha e finalmente conhecer o amor. A única desvantagem desse plano, ao que tudo indica, é que ela se tornará madrasta. Lynet tem quinze anos e é a imagem de sua falecida mãe. Um dia, ela descobre a verdadeira razão disso: a partir da neve, um mago a criou à semelhança da rainha morta. Mas, apesar de ser a projeção visual perfeita da falecida rainha, Lynet preferiria ser forte e majestosa como sua madrasta, Mina. E Lynet realiza seu desejo quando o pai a torna rainha dos territórios do sul, tomando assim o lugar de Mina. A madrasta, então, começa a olhar para a enteada com algo que se assemelha ao ódio, e Lynet precisa decidir o que fazer – e quem quer ser – para ter de volta a única mãe que de fato conheceu... ou simplesmente vencer Mina de uma vez por todas. Garotas de Neve e Vidro traça a relação de duas mulheres fadadas a serem rivais desde o princípio – a não ser que redescubram a si mesmas e deem novo significado à história que lhes foi imposta. Este aclamado reconto feminista do clássico Branca de Neve nos leva a um mundo singelo e, ao mesmo tempo, maravilhoso – como nos contos de fadas. Uma releitura contemporânea para mantê-lo sempre atual e presente.


Aqui vamos encontrar uma releitura de Branca de Neve, com um que de magia.

Linnet é uma adolescente, que está prestes a completar 16 anos, ela é a princesa de Primavera Branca, que tem esse nome, pois por causa de uma maldição, nunca mais teve outra estação que não fosse o inverno, e claro, Linnet ama a neve e sempre foi uma menina peralta, que nunca parou quieta e que gosta de escalar em árvores e também no próprio castelo, coisa que deixa seu pai, o rei Nicholas, cheio de preocupações e achando que a filha vai ser com a mãe dela, não só na aparência mas também como na delicadeza.

Temos também Mina, a madrasta de Linnet, ela veio da parte sul do reino, e por isso nunca se acostumou com o inverno e frio constante em Primavera Branca, ela se casou com o Rei Nicholas, quando Linnet ainda era bem pequena, e as duas sempre gostaram uma da outra e ela tem um grande vínculo com sua enteada.

A leitura consegue ser bem fluida, mas confesso que achei um pouco mais do mesmo, já que se trata de uma releitura de Branca de Neve, que é um dos contos, que acredito eu, tem mais releituras, mas mesmo assim, resolvi dar uma chance para o livro e acabei gostando dele, mas quando terminei, ainda fiquei com uma sensação de que faltava algo na história.

Mas aí você vai me perguntar, tá, o que tem de tão diferente nesse livro? O pai de Mina, é um mago, onde ele consegue criar as coisas a partir do que ele quiser, areia, vidro, neve e claro sangue, e ai que vamos ter o diferencial da história, que não posso contar aqui e vocês vão ter que ler, para saber o que ele fez com o dom que ele tem.

Uma das coisas que mais me incomodou, foi não ter uma certa explicação relacionada a mãe verdadeira de Linnet, achei que em algum momento a autora poderia ter nos dado isso, achei que fez falta, e sim, o livro também o que é diferente, é o recado que nos dá, que não importa o tipo de amor que você tem, mas sim, que ele existe e que você sabe disso, dê valor a ele.

No fim, acabei me surpreendendo bastante com o desfecho da história e me agradou, achei que foi um livro bom, e acabei mordendo a língua quando pensei que seria apenas mais um reconto de Branca de Neve, então se você gosta desse tipo de leitura, corra já comprar seu exemplar e se encante com o mundo que a autora nos traz.

Nesse livro tem tanta neve, tanta neve, que acabei ficando realmente com mais frio do que o normal, e em uma cena específica, Linnet vai para um quarto empoeirado, e olha como nosso psicológico funciona, não parei de espirrar... apenas uma curiosidade da minha leitura para vocês.

Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir