Resenha: Os Seis Finalistas - Alexandra Monir - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Os Seis Finalistas - Alexandra Monir

Resenha: Os Seis Finalistas - Alexandra Monir

10/08/2018

Os Seis Finalistas, Alexandra Monir


Título: Os Seis Finalistas | Autor (a): Alexandra Monir | Editora: Jangada | Páginas: 328 | Skoob.


Onde Comprar: Amazon.

Sinopse: Mudanças climáticas tornam nosso planeta inabitável, as grandes cidades do mundo estão debaixo d'água. Num último esforço para encontrar um novo lar para a humanidade, a Missão Especial mais audaciosa da história é lançada: a colonização de Europa, uma das luas de Júpiter.
Agora, no Centro de Treinamento Espacial Internacional (CTEI), 24 adolescentes brilhantes foram recrutados e se preparam para disputar seis vagas na equipe que deixará para sempre a Terra carregando o futuro da raça humana. Leo, um nadador italiano profissional, não vê a hora de encarar esse desafio, depois de perder a família inteira numa inundação. Já Naomi, uma americana de ascendência iraniana - e gênio da ciência -, tem muitas suspeitas com relação ao CTEI, após uma missão semelhante falhar em circunstâncias misteriosas.
Na medida em que o treinamento testa os limites de cada um e a tensão aumenta entre os astronautas, a amizade dos dois se torna essencial para enfrentarem o que está em jogo: a humanidade, a Terra e suas vidas.

Cortesia em parceira com a editora.

Mesclando distopia, romance e mistério, Alexsandra Monir nos apresenta uma trama engenhosa e muito envolvente em Os Seis Finalistas aonde a ação do homem devastou tanto nosso planeta que o mesmo se voltou contra a humanidade fazendo com que várias cidades, continentes e países inteiros sofressem pela força da natureza e a única chance da humanidade ter alguma esperança é Europa, a lua de Júpiter com condições habitáveis para os escolhidos do nosso planeta. 

Seis jovens serão escolhidos para povoar Europa, mas nem tudo é perfeito como as autoridades querem mostrar, antes de Europa, o planta vermelho havia sido a escolha mas o projeto Athena e seus tripulantes foram mortos de uma forma misteriosa e deixou dúvidas e inúmeras perguntas sobre o risco de Europa.

Entre os desafios e provas que os escolhidos precisam enfrentar para ser um dos seis finalistas, Alexandra Monir entrega para seus leitores uma aventura enigmática e bastante envolvente aonde as fluidez de seus palavras fazem com que o leitor fique cada vez mais ansioso em descobrir todos os segredos envolvendo não só a missão Europa para o que de fato  aconteceu com os tripulantes de Athena. 

No entanto mesmo gostando muito de Os Seis Finalistas e do modo como a escritora desenvolve suas obras não posso deixar de apontar que esperava um enredo um pouco mais adulto, com personagens mais maduros, afinal essa atmosfera adolescente em distopias e os conflitos são um pouco chatos na maioria das vezes. Os seis finalistas possui uma narrativa em primeira pessoa alternando entre Naomi e Leo, cada um com sua perspectiva, personalidade e visão perante ao mundo atual que foi devastado pela Natureza como pela missão Europa. 

Mas apesar de termos em Naomi a narrativa mais interessante em Leo simplesmente muitas situações acabam sendo um tanto forçadas por conta do tamanho entusiasmo do rapaz e seu jeito extremo de bom moço... Apesar destes pontos Os Seis Finalistas é um livro que cativa seu leitor seja pela parte distópica quanto pelos mistérios. Os ganchos deixados no final da obra abrem um leque muito legal para continuação e espero ansiosa pelo desfecho desta história. 

Sammysam Rosa

Escrito por:

Sammy. Casada e apaixonada por livros. Gosto de literatura policial, suspense e terror. Típica pisciana, sonhadora e curiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir