Resenha: A Parábola do Semeador - Octavia E. Butler - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: A Parábola do Semeador - Octavia E. Butler

Resenha: A Parábola do Semeador - Octavia E. Butler

29/10/2018

Título:  A Parábola do Semeador | Autor (a): Octavia E. Butler | Páginas: 416 | Editora: Morro Branco | Skoob

Onde Comprar:Amazon

Sinopse: Quando uma crise ambiental e econômica leva ao caos social, nem mesmo os bairros murados estão seguros. Em uma noite de fogo e morte, Lauren Olamina, a jovem filha de um pastor, perde sua família, seu lar e se aventura pelas terras americanas desprotegidas. Mas o que começa como uma fuga pela sobrevivência acaba levando a algo muito maior: uma visão estonteante do destino humano ... e ao nascimento de uma nova fé.

Ouvir falar muito bem dessa autora, desde que foi lançado seu primeiro livro aqui no Brasil, e claro que despertou minha curiosidade, apesar de não ter começado com Kindred.
Aqui vamos conhecer Lauren e sua família, ela é uma adolescente negra, que vive com seus pais e seus irmãos em um bairro que foi todo cercado por muros, para evitar vândalos e ladrões, já que aqui nos é apresentado um mundo totalmente diferente do que conhecemos, muito caótico, com uma pobreza estrema e falta de recursos naturais, empregos e principalmente dinheiro, e tudo isso, em um futuro não tão distante assim do nosso, a história começa em 2023.
O diferencial neste livro, é que a protagonista acaba desacreditando na religião de seu pai, que é ministro da igreja, mas é claro, que sobre isso, ela não conta para ninguém, e por causa de que ela não se acha mais parte dessa religião, acaba criando uma própria, chamada Sementes da Terra, Lauren sabe que é muito difícil ou quase impossível fazer qualquer um acreditar nela e em suas citações e criar uma comunidade.
Acredito que justamente por essa questão do livro trazer como um dos principais temas a religião, pode ser que muitas pessoas venham a criticar a autora e o livro por essa escolha, é uma distopia, mas ela tinha que trazer algo diferente para os leitores, e foi nesse tema em que a autora se sentiu bem e trouxe como um diferencial, mas entendo que esse assunto de religião é um tanto quanto polêmico e delicado de se abordar.
Na minha opinião, o livro foi muito bem escrito, e tudo o que a autora tenta passar, é válido, pois tudo isso, que ela tirou de sua imaginação e colocou em um papel, pode sim ser uma realidade do nosso mundo em pouco tempo, se as pessoas não derem mais valor no que tem e principalmente nos recursos naturais, logo poderemos estar brigando por coisas que são banais hoje em dia como por exemplo a água potável, a falta de empregos, comida, a vontade de proteger sua família e claro, para muitos, usar drogas ainda mais potentes do que as que já existem.
Como foi meu primeiro contato com a autora, fiquei com medo de não gostar do livro, mas ainda bem que conforme a leitura avançava eu ia gostando mais e mais da escrita dela, dos personagens e de todo o contexto que foi abordado no livro.
Com certeza recomento e muito o livro e sua leitura, não vejo a hora de a editora Morro Branco trazer o segundo livro, já que é uma duologia, que provavelmente só vai ser lançado ano que vem, quero muito ler os outros livros dela e já me tornei fã dessa autora.






Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir