Resenha: Por Um Toque de Magia - Carolina Munhóz - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Por Um Toque de Magia - Carolina Munhóz

Resenha: Por Um Toque de Magia - Carolina Munhóz

10/01/2018


Título: Por Um Toque de Magia | Autor (a): Carolina Munhóz | Editora: Fantástica Rocco | Páginas: 272 | Skoob.

Onde comprar: Amazon | Americanas.

Sinopse: Depois de Por um toque de ouro, em que Emily O’Connell, herdeira de um império fashion, descobre ter o dom da sorte e fazer parte de uma rara linhagem Leprechaun, e Por um toque de sorte, em que é levada para o centro de um esquema perigoso e cruel por alguém que está se apropriando de seu dom, a jovem protagonista da Trindade Leprechaun, trilogia de fantasia contemporânea inspirada nas lendas irlandesas, luta para recuperar o que é seu em Por um toque de magia. E enquanto retoma o controle sobre seu próprio destino, Emily acaba se apaixonando, no emocionante desfecho da série, repleto de fantasia e romance.

Resenha publicada originalmente no blog Memento Mori, em que fui convidada para resenhar este livro.

Cortesia em parceria com a editora.

Finalmente o desfecho da Trindade Leprechaun, o final do arco-íris de Emily e sua empreitada que começou em Por um toque de ouro. No entanto é desanimador concluir que infelizmente essa série não funcionou comigo e que assim como aconteceu nos primeiros livros a minha opinião acabou sendo a mesma em Por um toque de magia.

Normalmente notamos uma evolução em qualquer história que tenha mais de um livro, o autor amadurece, sua escrita fica melhor e por aí vai, mas infelizmente não foi o que não tem nesta trilogia, os mesmos problemas e ressalvas que descrevi nas outras resenhas continuam presente neste último livro, não temos um crescimento no enredo ou na escrita da autora, não sentimos um desenvolvimento ou aprofundamento na história como um todo e terminamos a trilogia com um gosto um tanto amargo...

Fico até um pouco triste por não ter tido uma leitura satisfatória com a trilogia, a ideia central da trama realmente é interessante, assim como frisei nas outras resenhas mas há tantos pontos pouco satisfatórios que deixaram a série pouco a desejar, se tornando tediosa e sem emoção. A narrativa até tem ganchos legais que atiçam a curiosidade do leitor, mas pouco consegue se sustentar para que a série realmente te cative... Os personagens continuam carecendo de simpatia e muitas ações de Emily acaba incomodando ao longo do livro, não há espaço para sentirmos empatia pela protagonista e isto se remete a todos os personagens, nem mesmo os vilões conseguem nos convencer e infelizmente o romance é tão pouco convincente que sinceramente não entendo essas súbitas relações de Emily, tudo acontece rápido, termina num instante e logo ela está com outro...

Mesmo a leitura sendo rápida, pois a escrita de Carolina Munhóz continua fluida, o que temos é narrativa simples, sem se aprofundar, além de repetitiva. Chegou em um determinado momento em que a futilidade e o egoísmo de Emily me incomodou tanto que por pouco não abandonei a leitura, fora o aspecto típico da escrita da autora em ficar repetindo os aspectos físicos dos personagens para distingui-los ao invés de seus nomes na história, algo que desde o primeiro livro é usado e que acaba cansando e deixando a leitura enfadonha, os termos socialite, ruiva, americano, britânico e até mesmo uso constante do sobrenome dos personagens era tão recorrente que a história se tornou monótona e cansativa.

Eu já esperava que Por um toque de magia não fosse diferente dos seus antecessores, pois não há uma mudança significativa no desenvolvimento do enredo, mas esperava um pouco mais. Por um toque de magia não é o melhor livro da trilogia, na verdade os três têm o mesmo aspecto que fica um pouco difícil dizer se algum se sobressai seja para melhor ou pior... Enfim, a Trindade Leprechaun é uma série com altos e baixos mas que infelizmente não se destaca ou marca o leitor, mas recomendo que cada um tire suas próprias conclusões.

Sammysam Rosa

Escrito por:

Sammy. Casada e apaixonada por livros. Gosto de literatura policial, suspense e terror. Típica pisciana, sonhadora e curiosa.

2 comentários:

  1. Sinceramente, estou tão triste por você não ter gostado da trilogia. Eu realmente amo, mas na questão dos relacionamentos, acaba sendo bem irritante a forma como a protagonista se "apaixona", mas isso me irrita mais no segundo livro.
    Bom, mesmo vendo isso, eu gostei do livro porque gosto dos livros da Carolina Munhóz, espero que se você ler outro livro dela, goste também.

    Beijos.
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que também fiquei triste por não ter gostado da trilogia, eu estava muito animada, gosto da autora, mas infelizmente é algo que acontece né?

      Beijos.

      Excluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!