Resenha: Quando Saturno Voltar - Laura Conrado - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Quando Saturno Voltar - Laura Conrado

Resenha: Quando Saturno Voltar - Laura Conrado

08/01/2018


Título: Quando Saturno Voltar | Autor (a): Laura Conrado | Editora: Globo Livros | Páginas: 248 | Skoob.

Onde comprar: Amazon, Submarino.

Sinopse: Conta história envolvente e divertida sobre aceitar mudanças inesperadas e seguir em busca da felicidade. Em seu novo romance, Laura Conrado conta a história de Déborah Zolini, uma jornalista sonhadora e fã de Pablo Neruda que trabalha como assessora de imprensa de um clube de futebol da segunda divisão e namora o médico Sérgio há quatro anos. Ela faz planos de construir uma vida a dois, arrumar um emprego melhor e correr atrás de desejos que ainda não realizou. Só que a vida, ou as estrelas, guardam surpresas para Déborah. Em uma viagem ao Chile, ela encontra uma mulher misteriosa que lhe fala sobre o retorno de Saturno. O planeta, que leva, em média, 29 anos para dar uma volta no sistema solar, voltará à posição em que se encontrava quando a jornalista nasceu. Para quem acredita em astrologia, esse é momento em que as pessoas passam por várias mudanças, que vão prepará-las para encarar o resto de sua vida. Déborah não leva a moça muito a sério, mas pede às estrelas que a ajudem a realizar seus desejos. No entanto, no voo de volta ao Brasil, um encontro inesperado começa a abalar a vida aparentemente certinha da protagonista. Aos poucos, Déborah começa a notar que seu namoro anda meio morno, a falta de reconhecimento no trabalho a incomoda. Ela começa a admitir que não está gostando do rumo que as coisas estão tomando. Será a hora de partir para novos desafios? Trocar aquele relacionamento confortável pelo frio na barriga? Sair de vez da zona de conforto e ver o que acontece?

Vamos conhecer Débora uma assessora de impressa de um clube da série B de Belo Horizonte, onde ela mora, o Taes, sua vida é estável, namora há quatro anos Sergio, um residente de medicina, que se dão muito bem, ou pelo menos era o que ela pensava.

Em um dia ela está em Santiago no Chile com a equipe de Taes, e ela resolve comemorar demais e acaba dormindo em uma espreguiçadeira de piscina, quando às três horas da manhã uma mulher muito simpática que trabalha no hotel a acorda e começa a ler sua mão e diz que muitas coisas vão mudar e que ela vai fazer as malas e encontrar um amor.

Débora fica com aquilo na cabeça, ela acredita muito em destino e provavelmente no que Saphira, a mulher simpática fala, mas como ela já está namorando e um namoro bem estável, as vezes ela pensa que estável até demais, pois tudo se torna muito monótono, mas isso ela so vê muito tempo depois.

Um livro leve e com a leitura rápida e que flui muito bem, leitura de uma tarde gostosa de sol para se divertir um pouco, gostei do livro, com uma linguagem bem simples e fácil de entender, acredito que seja do gênero chick-lit, que não tenho tanto costume assim de ler, por ser tudo muito previsível, mas confesso que esse me pegou de um jeito que não consegui parar de ler até chegar ao seu final e que para mim não foi tão previsível assim e gostei bastante da história.

Gostei de Débora, uma mulher comemorando seus 29 anos, mas que quer algo mais na vida, que acha que seu emprego de assessora do Taes já deu tudo o que tinha que dar, mas que não tem a coragem de sair do seu emprego estável para ter outro ou não. Ela também gosta muito de seu namoro com Sérgio, mas como ele fazendo residência e tendo que ir para São Paulo as coisas não estão tão legais assim para os dois, principalmente porque ele coloca sua melhor amiga Silvinha em primeiro lugar em tudo, ela é sua confidente para mais parece sua namorada do que a própria Débora.

Mas nem tudo é tão monótono na vida de Débora, na sua viagem de Santiago de volta para BH, ela acaba conhecendo um moreno tudo de bom chamado Henrique, que conheceu no avião e com quem acabou dividindo um táxi para casa.

Esse cara pode ser a vida que ela sonha, mas será que ela largaria seu namoro de 4 anos para ficar com um completo desconhecido? Já que eles começam a conversar por Wathsaap e marcam de se encontrar em um restaurante para poderem se conhecer melhor.

Tudo começa a mudar na vida de Débora depois de conhecer o lindo moreno Henrique em seu voo para casa, mas ela não sabe se a mudança é bem vinda ou não, se ela quer mudar ou quer continuar na mesma, então o livro conta a indecisão ou não de Débora para ficar com Henrique e deixar seu namoro ou ficar com Sergio e deixar aquele lindo moreno ir embora de sua vida.

Vocês devem estar se perguntando porque o livro chama Quando Saturno Voltar, é isso que a mulher Saphira conta para Débora que quando Saturno volta, mais ou menos em 28 e 29 anos, muita coisa pode mudar na sua vida (estou esperando isso acontecer na minha, já que passei dessa idade e não vi Saturno nenhum) e que ele pode trazer mudanças boas quanto não tão boas assim, mas que vale a pena assim mesmo.

Como fazia muito tempo que não dava a chance de um livro desse gênero, acabei gostando muito e recomendo sua leitura para quem assim como eu quer uma leitura leve e gostosa, que em um dia mesmo consegue ler.

Camila Mazzetto

Escrito por:

Camila. Sua verdadeira paixão está nos livros, blogueira de coração, amo livros de suspense e terror, mas devoro o que tiver pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir