Resenha: Orgulho e Preconceito - Jane Austen - Da imaginação à escrita Da imaginação à escrita: Resenha: Orgulho e Preconceito - Jane Austen

Resenha: Orgulho e Preconceito - Jane Austen

09/04/2018


Título: Orgulho e Preconceito | Autor (a): Jane Austen | Editora: Bestbolso | Páginas: 202 | Skoob.


Onde Comprar: Amazon.

Sinopse: A chegada de um jovem solteiro e rico à vila de Longbourn causa um grande alvoroço na família Bennet, cujas cinco filhas – a bela Jane, a sensata Elizabeth, a culta Mary, a imatura Kitty e a desvairada Lydia – foram criadas com um único propósito na vida: encontrar um bom marido. Orgulho e preconceito, livro que a própria autora considerava “seu filho mais querido”, foi publicado originalmente em 1813, e atravessou os séculos dotado de uma assombrosa vitalidade. Além de uma das mais comoventes histórias de amor já escritas, é uma brilhante comédia de costumes e um estudo profundo da sociedade de seu tempo. A plena compreensão do mundo feminino e o domínio da forma e da ironia fizeram de Jane Austen uma das mais notáveis e influentes romancistas de sua época. A obra Orgulho e preconceito ganhou oito adaptações para a televisão e o cinema, sendo a mais recente estrelada por Keira Knightley e Matthew Macfadyen.

Ainda não consigo acreditar que levei tanto tempo para ler esse clássico! Orgulho e Preconceito arrebata o coração dos leitores mas eu ainda tinha um pouco de receio, pensava que seria uma leitura enfadonha e com uma escrita mais rebuscada, no entanto o que encontrei foi um romance sedutor, personagens cativantes é uma história linda que aquece o coração, agora compreendo o motivo que Jane Austen é uma autora tão querida!

Decidi optar novamente pelo áudio book e outra vez pelo Ubook, logo que começamos a ouvir a história de Liz e Darcy somos envolvidos por um romance extremamente cativante e que desperta nossa curiosidade. Elizabeth é o oposto de muitas novas de Sá época e claro o leitor simpatiza imediatamente com ela, no entanto Darcy, ah esse é um caso a parte, comecei com as mesmas opiniões que nossa protagonista e assim como ela no final apaixonada por esse homem!

Darcy a princípio com sua frieza e orgulho não chama a atenção de maneira favorável mas ao longo da história vemos que há inúmeras camadas neste personagem e suas ações posteriores faz com que ele conquiste de fez qualquer um, o tanto que lutou para que Liz lhe permitisse uma chance foi lindo, cai de amores quando todas as peças na história se encaixam. 

Como ouvi Orgulho e Preconceito senti todo o sentimento e emoção da história em um nível bem diferente, eu amo ler mas ouvi um livro é tão diferente, tão intenso que sempre que posso escolho um áudio book e por isso mesmo recomendo demais que vocês conheçam essa plataforma e se você ainda não leu esse clássico maravilhoso não perca tempo! Orgulho e Preconceito é uma obra que sem dúvida todos deviam ler, até mesmo quem não tem muita afinidade com o romance, pois além de uma história de amor, Jane Austen traz questionamentos que não importa a época se assemelha com qualquer tempo, muitas vemos o que vemos de início não quer dizer que seja a verdadeira essência de uma pessoa.

Claro que além de personagens apaixonantes também temos aqueles que deixam o leitor fervendo de raiva, não vou citar para não dar spoilers, mas confesso que certas escolhas e atitudes destes personagens me deixaram possessa! Enfim, Orgulho e Preconceito se mostrou uma obra incrível, muito diferente do que eu esperava ou julguei e não pude deixar de amar, afinal Jane Austen sabe como mexer com seu coração e sua estrutura, foi uma autora sensacional e com o seu Orgulho e Preconceito me deixou fascinada, ansiosa por mais livros dela e sem dúvidas irei ler, aguardem que termos muito mais Jane Austen! 

Sammysam Rosa

Escrito por:

Sammy. Casada e apaixonada por livros. Gosto de literatura policial, suspense e terror. Típica pisciana, sonhadora e curiosa.

Um comentário:

  1. Depois de várias desilusões e decepções com livros de época, dei uma parada. Quando resolvi voltar tinha que ser com algo que realmente fosse bom, tentei entao com esse tao falado Orgulho e preconceito e nao é que é bom mesmo... ufa!! eu adorei a escrita, da Jane, embora com muitos detalhes e uma jeito agitado a leitura flui, só por ler os outros e assistir o filme claro, que ficou reservadinho até eu terminar o livro.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia com atenção:

Comentários ofensivos não serão aceitos.

Para que você seja retribuído, comente decentemente sobre a postagem, coloque o link do seu blog/site no final do seu comentário.

Comentários com Seguindo, segue de volta e afins, serão excluídos e não irei retribuir!

Críticas são sempre bem vindas, desde que construtivas.


Obrigada e volte sempre!

Subir